Alimentação na adolescência.


Alimentação saudável e adolescência nem sempre andam em harmonia, para o desespero de nós mães, claro. A alimentação dos adolescentes deve sustentar o crescimento, promover a saúde e ser agradável. Durante a adolescência existem varias alterações de natureza fisiológica que afetam as necessidades nutricionais, tais como, crescimento rápido e ganho de massa muscular e óssea. Eles já não são crianças e acham que sabem tudo que precisam. Esta época da vida é caracterizada pela autoafirmação e pelo questionamento da autoridade e dos valores dos pais. A opinião do grupo passa a ter maior importância nas decisões, pois há a necessidade de aceitação. Com isso, o consumo de alimentos do tipo fast-food é mais frequente e pode facilitar o ganho de peso. A melhor opção é ensinar com atitudes, se alimentando de forma saudável para dar o exemplo, e oferecer um cardápio variado no dia a dia.
Bem, o cardápio variado tem que ter elementos atrativos e nutritivos ao mesmo tempo. A maior preocupação aqui é com a transformação pela qual eles estão passando, já que a adolescência é um período de grandes mudanças, desde as físicas até as comportamentais. Com o aumento do tamanho do corpo, em estatura e peso, aumentam as necessidades não só de energia, mas também de ferro e cálcio, importantes para a composição do sangue, músculos e ossos. Por isso, o consumo de alimentos ricos nesses nutrientes é mais do que necessário e deve ser estimulado. Não é uma tarefa fácil, mas é possível.




As meninas devem aumentar o consumo de ferro, já que é durante esta fase que acontece a menarca (a primeira menstruação) que acontece a partir dos 10 anos, e que depois se repete todos os meses, com perda de sangue e, portanto, de ferro. Os principais alimentos que contêm ferro são as carnes, aves, peixes, ovos e feijões. (grãos)











Nos meninos, quando já estão um pouco mais velhos, entre os 13 e os 15 anos, o gasto calórico do corpo aumenta e deve ser observado para a manutenção de um peso saudável.

Temos que ficar de olho nas dietas radicais, que também estão se tornando cada vez mais comuns entre as adolescentes, na busca do corpo ideal, baseado nos ídolos de beleza. Mas esta é uma prática perigosa, que pode afetar a saúde e até dificultar o controle de peso no futuro. 












O importante é buscar o controle de peso através da alimentação balanceada e dos exercícios. E para que essa prática seja bem vinda, as atividades físicas devem ser inseridas no dia a dia, se for possível praticar com amigos fica ainda mais prazerosa.






Algumas dicas podem ajudar nesta hora:

Para manter, perder ou ganhar peso procure a orientação de um profissional de saúde. Sabemos a importância do aspecto da beleza física em nossa sociedade assim como as informações erradas que circulam pelas redes sociais, portanto não corra riscos desnecessários.

Alimentar-se 5 ou 6 vezes ao dia. Comer no café da manhã, almoço, jantar e fazer lanches saudáveis nos intervalos. Adolescentes sentem mais sono, muitas vezes preferem 10 minutos a mais na cama do que um café da manhã. Tente uma opção mais pratica, mas não deixe de oferecer um alimento nesta hora.

Evite o consumo em excesso de salgadinhos industrializados, refrigerantes, biscoitos recheados, lanches fast-food, alimentos de preparo instantâneo, doces e frituras.

Consumir de frutas, legumes e verduras é muito importante nesta fase, e podemos inserir nos sucos e lanches naturais.
Comer arroz, massas e pães todos os dias é essencial. Carboidratos de absorção lenta são fontes ricas e saudáveis de caloria, mas evite os açúcares.

Ofereça leite e/ou derivados todos os dias, já que estão em fase de crescimento e estes são alimentos ricos em cálcio, essencial para esta fase da vida deles.

Estimule-o a movimentar-se e não ficar horas na frente da TV ou computador. O exercício físico estimula a produção de hormônio do crescimento, assim como o sono, é importante dormir de 8 a 10 horas por dia. Tudo isso contribui para o melhor crescimento do adolescente.

Incentive-o a fazer escolhas saudáveis nos lanches da escola e nos momentos de lazer. Se você tiver dúvidas em relação a isto, procure um nutricionista para orientação.

A qualidade nas refeições significa melhor rendimento nas tarefas diárias, bom humor, saúde, pele viçosa, maior concentração nos estudos entre outros benefícios.


                                                       by HH

Comentários

Postagens mais visitadas