Croissant

O Croissant é um pão de origem Austríaca que significa "crescente" mas ficou muito famoso na França, conta a história que os padeiros de Viena trabalhavam de madrugada para garantir a entrega dos pães pela manhã quando perceberam que o exercito Otomano se aproximava, alertaram a população impedindo a invasão e para comemorar  criaram esse pão com o formato de meia lua inspirado na bandeira de seus inimigos.

                                          

Minha história com esse pãozinho em Paris é bem bonitinha, eu e minha família estávamos  visitando o monumento" Les Invalides" com aquela maravilhosa cúpula com arabescos em ouro quando a guia da viagem nos disse que se precisássemos usar o toilet em qualquer lugar de Paris bastava comprar alguma coisa dentro das lojas, então entramos numa cafeteria bem na frente do monumento, minha filha já havia tomado um café da amanhã gigante no hotel, mas mesmo assim ao entrar na cafeteria e ver os lindos croissants não foi possível resistir, pedimos um para ela e a família toda atacou, resultado, tivemos que comprar mais dois, moral da história, esse pãozinho é impossível comer um só, ainda mais se estiver saindo do forno. Por isso meu marido que é extremamente habilidoso conseguiu essa proeza, fazer croissants, e não é que deu certo. Ficou uma delícia!
O croissant é ideal para acompanhar um café ou chá da tarde.

Esta é uma receita que precisa ter paciência pois requer abrir a massa a cada hora, depois que repousa na geladeira por uma hora.


Ingredientes:

- 500 gr de farinha para pão (especial)
- 80 g de açúcar
- 10 g de sal
- 10 g de fermento instantâneo (biológico)
 -300 ml de água gelada

Preparo:

Bater na batedeira com batedor de gancho por 2 min na velocidade lenta e depois por 6 min na velocidade média.
Se preferir, amasse na mão mesmo. Mas quanto menos contato das mãos com a massa é melhor, porque o calor das mãos não combina com a massa do croissant.
Faça uma bola, enfarinhe por fora e guarde na geladeira por uma hora dentro de um saco plástico.

Se conseguir, amasse a manteiga - 300 g de manteiga sem sal (AQUI VOCÊ NÃO DEVE ECONOMIZAR, USE MANTEIGA FRANCESA) ou então use-a com a temperatura ambiente para deixar na medida certa sobre um plástico com ajuda de um rolo e depois leve para a geladeira por uma hora também.

Abra a massa na mesma largura da manteiga, porém com 1/3 a mais de comprimento (retângulo comprido). Coloque a manteiga sobre os 2/3 da massa, dobre o 1/3 da massa e depois dobre de novo de forma que fiquem camada iguais de massa/manteiga, com massa por fora em cima e em baixo.

Coloque num saco plástico e deixe na geladeira por uma hora.

Retire, abra a massa com um rolo so sentido do comprimento e dobre em 3 (como um papel de carta) e repita. Leve à geladeira por uma hora.

Repita a etapa anterior mais 2 vezes. E deixe descansar a noite toda.

Quando for usar a massa, abra-a num retângulo grande, com 7mm de espessura.

Corte retângulos e depois em triângulos com mais ou menos 15 cm de largura (como na foto). Cada retângulo faça um corte transversal para ficar com 2 triângulos.

Abra a massa um pouco mais (com leveza)  porque deve ter encolhido durante o manuseio.

Conte 1cm no meio da borda larga do triangulo para facilitar enrolar (vide foto). Comece a enrolar dessa parte larga, sem apertar, mas mantendo a mão firme até terminar com a ponta fina.

Rende 12 croissants médios – unte cada um com um ovo batido com uma pitada de sal

Deixe crescer até dobrar e leve ao forno preaquecido à 180°C por + ou - 15 minutos.

                       


                        


                       


                        




Essa receita é bem trabalhosa, mas vale muito a pena!

Boa sorte!

Andréa.


Comentários

Postagens mais visitadas