Pavlova

Essa sobremesa clássica tem esse nome em homenagem a bailarina russa Anna Pavlova (1881 – 1931) que dançou o balé ” O Lago dos Cisnes” , a sensibilidade e emoção da bailarina cativou a todos e sua interpretação impecável fez com que ficasse conhecida no mundo todo.

A sobremesa é uma criação do chefe Auguste Escoffier, responsável pela cozinha do hotel Ritz em Paris no final do século XIX, mas isso é apenas uma teoria, muitos dizem que a sobremesa tem origem na Nova Zelândia outros que sua origem é australiana, enfim essa dúvida irá permanecer, o mais importante é ter a certeza de que quando você fizer essa sobremesa irá encantar a todos assim como a bailarina!


                                 



Segundo o escritor britânico James Winter:

“A sobremesa capta perfeitamente o espírito e a arte de Pavlova. O merengue assemelha-se a um tutu cheio de ondas, e as frutas coloridas e vibrantes lembram o brilho vertiginoso de sua dança. A própria vida do doce parece espelhar a famosa rotina de penas de Pavlova: a beleza desaparece rapidamente depois da criação e, a menos que seja consumida, a fruta e o creme despencam – uma sobremesa que morre, como o cisne” (WINTER, 2013, p.125).”

Ele escreveu um livro muito interessante em que conta as histórias de alguns pratos da culinária mundial, é muito divertido, o livro chama-se “Quem colocou o filé no Wellington?
Assistindo o vídeo a seguir conseguimos entender o porquê de uma história tão linda e a homenagem perfeita com a criação de uma sobremesa tão delicada.


Depois de tanta história vamos a receita!



Para o suspiro:

- 1 copo de claras (+ ou - 5 a 6 claras)

- 500 grs de açúcar

- raspas de limão

- 1 colher de café de Cremor Tártaro (é fácil de encontrar em lojas de confeitaria)



Preparo:


Aqueça as claras e o açúcar em uma panela, mexendo sem parar com o fogo baixo, depois coloque a mistura quente na batedeira com os demais ingredientes  e bata por pelo menos 3 minutos, até formar picos firmes. Depois coloque para assar em uma assadeira untada e por cima de um papel manteiga, dessa forma fica mais fácil de soltar depois. Faça um disco bem alto com o merengue e leve para assar em forno baixo, até que você perceba uma casquinha no suspiro, mas por dentro ela estará bem macia.


Para o Chantilly:

- 1 litro de creme de leite fresco
- 2 colheres de sopa de açúcar
- 1 colher de café de essência de baunilha
- uma pitada de sal

Preparo:

Coloque os ingredientes numa batedeira e bata até formar o chantilly, tem que ficar bem firme, conforme endurecer o creme diminua a velocidade da batedeira, assim você não corre o risco de que o creme de leite vire manteiga.(bata bem gelado).


A montagem:
Depois que retirar do forno espere esfriar , coloque chantilly por cima e decore com frutas frescas diversas, se quiser você pode bater o chantilly e colocar frutas vermelhas como eu fiz dessa forma a sobremesa ficará bem colorida. Depois é só colocar na geladeira ou servir direto.


                       



É uma delícia!

Andréa.

Comentários

Postagens mais visitadas