Resenha - Feitiço da Sombra.

Feitiço da sombra - Com as lendas e tradições da Irlanda correndo em seu sangue, Connor O’Dwyer se orgulha de chamar o Condado de Mayo de seu lar. É lá que Branna, sua irmã, mora e trabalha e onde Iona, sua prima, encontrou o verdadeiro amor. Foi nessa terra que seus parentes e amigos formaram um círculo de proteção que nunca poderá ser rompido…
Até que um beijo põe em risco a segurança de todos.
Depois de um breve encontro com a morte, Connor e a melhor amiga de sua irmã se entregam um ao outro. Muitas mulheres passaram pela cama de Connor, mas nenhuma havia descoberto o caminho para seu coração. Meara tem olhos escuros, pele morena – herança do lado cigano de sua família – e corpo de deusa.
Os rumos dela e os de Connor se cruzam diariamente. Ele leva turistas em caminhadas para observar falcões. Ela os guia em cavalgadas pelo campo. Eles se dão bem desde a infância e, depois do tórrido encontro, o rapaz tem esperança de que esse relacionamento evolua.
Para frustração dele, no entanto, Meara se contenta apenas com o prazer do momento, temendo se perder – e perder a amizade dele.
Essa mudança em sua relação pode abalar o círculo e permitir que uma perigosa ameaça ressurja aos poucos, como uma névoa. Para detê-la, Connor precisará novamente da família e dos amigos para despertar a força e a fúria que correm em seu sangue. Quem sabe pela última vez.
Segundo livro da trilogia Primos O’Dwyer, Feitiço da sombra é uma emocionante história sobre os maiores poderes mágicos que existem: o amor, a amizade e a família.


Mais uma vez o livro começa em meados de 1200, desta vez relatando um pouco de como foi a vida dos filhos de Sorcha depois da sua morte, já se passaram cinco anos e Eamon o único homem (ainda criança) da família ganha destaque.

E quando vamos para 2013 é a vez de Connor nos encantar, com seus cabelos castanhos cacheados e olhos verdes profundos ele trabalha na escola da falcoaria, e é guia nas caminhadas de observação de falcões, ele sempre soube qual é seu destino, diferente de sua prima Iona, cresceu sabendo que era um dos três e que seu destino é destruir Cabhan.

Meara Quinn é amiga de Connor desde sempre, é também a melhor amiga de sua irmã Branna. Ela é alta tem cabelos longos e olhos escuros, apesar de estar sempre com os cabelos trançados e com roupas grosseiras para trabalhar com os cavalos, para Connor ela é linda como uma pintura. Meara foi abandonada pelo pai, e acha que o amor não vale a pena, sofre quando olha para sua mãe e vê o quanto o amor lhe fez mal, para ela uma mulher não deve precisar nem depender de um homem, uma mulher tem que ser forte e viver sozinha sem a desilusão de um casamento cheio de mentiras.

Depois do confronto com Cabhan no Solstício, os seis amigos estavam mais unidos, os três Bruxos da Noite e os outros três, eles sabem que logo o enfrentaram outra vez, e que assim como os seis amigos Cabhan esta se preparando para esse confronto. E o encontro que Connor teve em seu sonho com Eamon foi uma amostra de que Cabhan esta tramando.

Depois de um momento de angustia Meara não consegue se controlar e beija Connor, e não foi um beijo entre amigos, foi um beijo cheio de paixão e desespero. Connor a principio fica sem reação, na verdade ele não acredita que finalmente isso esta acontecendo, o que ele não sabe é que vai ter que provar para Meara que um relacionamento entre amigos pode sim dar certo.

Quando Cabhan percebe o envolvimento dos dois a pobre Meara imediatamente se torna um alvo fácil para ele.

Bem achei este livro mais cheio de emoção e de momentos tensos também. O amor que Connor demonstra ter por sua amiga é lindo de ver (ler) e a união dos seis amigos também não deixa a desejar. Nora conta um pouco sobre os preparativos do casamento de Iona e Boyle, adorei essa parte também. E quanto a Branna e Finn, vou continuar torcendo por eles.

Estou louca para ler o próximo livro e ver como Branna vai se sair, quando li o primeiro livro da série falei que tinha gostado muito, mas não estava ansiosa pelo próximo, pois bem, o segundo livro me deixou bem ansiosa, que venha (logo) o terceiro.


                                                         Boa leitura! Helô H

Comentários

Postagens mais visitadas