ULTRASSOM ULTRACAVITACIONAL (USC) Por Dra. Ana Cristina Meirelles

Tratamento em alta para Fibro Edema Gelóide (celulite) e gordura localizada

O Ultrassom de alta intensidade (Ultracavitacional-USC), é uma técnica não invasiva de redução de tecido adiposo e auxilia no contorno corporal. A energia do USC produz cavitação resultando na ruptura da célula de gordura, preservando vasos e nervos. Os pulsos liberados pelo Ultrassom fazem com que as células e moléculas situadas no caminho do feixe oscilem e estimulem a formação de bolhas de ar e gás que se colapsam, então, o Ultrassom através das ondas sonoras resultam na quebra do tecido adiposo sem danificar a microcirculação. Elas se propagam pela vibração, gerando uma série de bolhas que criam uma compressão estável e permite separar os nódulos gordos, quebrar a membrana de adipócitos e dissolver a gordura que eles contém.
Os efeitos fisiológicos do USC são vários: aumento da taxa do metabolismo no tecido, aumento da extensibilidade do colágeno, aumento do fluxo sanguíneo e cicatrização tecidual, diminui a sensibilidade de elementos neurais, libera histamina, alivia a dor e espasmos musculares e tem o efeito Tixotrópico, isto é, amolece estruturas de maior consistência , liquefaz, transforma substâncias que estão em estado mais gelatinoso, viscoso em um estado mais fluido, ou substancia sólida em gel.
A Fibro Edema Gelóide-FEG (celulite) é uma afecção corporal bastante beneficiada por esse efeito. Ocorre a hipermolimerização dos glicosominoglicanos presentes na substância amorfa, a qual adquire um aspecto viscoso e geleificado, acarretando na diminuição das trocas metabólicas, menor oxigenação tecidual e menor reabsorção de líquidos pelos capilares linfáticos. O líquido geleificado irá se tornar menos viscoso e mais fluídico, levando a uma menor reabsorção pelos capilares linfáticos havendo redução no represamento deste líquido. Acarreta melhora do edema, ou seja, do acúmulo do líquido no espaço intersticial, típico da FEG. Esse efeito também é funcional para consistência de tecido fibroso.
As vantagens deste tipo de tratamento são inúmeras, sendo uma alternativa à cirurgia plástica, é uma técnica não invasiva, sem dor, sem seqüelas, sem recuperação e com resultados satisfatórios e de baixo custo. Sugere-se a realização de Ultrassom Cavitacional associado a Drengem Linfatica Manual ou Endermoterapia até 24 horas após tratamento.

Indicações: gordura localizada, celulite, modelação corporal, pós-cirúrgico de lipoaspiração e fibrose.
Contra-Indicações: neoplasias, epífises de crescimento, infecções agudas, problemas vasculares, implantes metálicos, gônadas, olhos, útero em gestação, tecido nervoso exposto e diabetes.
O tratamento inicial consiste em no mínimo 10 sessões por área com duração de 5 minutos em cada área, 1 vez por semana, associando a Drenagem Linfática Manual ou Endermoterapia em seguida por 40 minutos. Manutenção do tratamento: 1 vez por mês de ultrassom e 1 vez por semana de Endermoterapia.
Áreas mais utilizadas: culotes, glúteos, abdômen inferior, flancos, costas e coxas.
Dra Ana Cristina Meirelles de Moura e Castro
Educadora Física e Fisioterapeuta
Crefito: 28965-F
Atende no Sadz Cabeleireiros, fone: 22751816


Comentários

Postagens mais visitadas