Atividade física em excesso pode ser prejudicial

A atividade física mantém o corpo em equilíbrio e é essencial para manutenção da saúde, prevenir doenças, melhorar a autoestima e a estética.
O problema é quando se esquece que o corpo tem um limite e acaba se exagerando para alcançar o corpo perfeito a qualquer custo.
O excesso de exercício físico, overtraining como é chamado, se dá na busca do corpo perfeito e também  para melhores resultados no esporte, mas esse excesso não ajuda a chegar mais rápido aonde quer, e sim o contrário, causa lesões musculares, fadiga, dores, fraturas, contusões, rompimento de ligamentos, luxações, entorses, distensões musculares e tendinites. Impedindo o corpo de atingir todo o seu potencial e fazendo com que o atleta tenha o seu desempenho prejudicado. 
O limite da atividade realizada depende de fatores como idade, peso, gênero, motivação e também da alimentação diária. Eles não devem ser desrespeitados e o excesso exige mais esforço que o corpo é capaz de oferecer, por isso a preocupação com a capacidade de cada um. 
O repouso também é fundamental para a prática de exercício, é nesse período que o músculo se recupera e gera a adaptação, ou seja, aumenta a resistência desse músculo.
O acompanhamento de um profissional habilitado na área de educação física, é sempre indispensável.
Ao iniciar as atividades físicas não deve se esquecer da necessidade de respeitar o próprio corpo, observando sempre esses limites e o descanso adequado para, aos poucos, alcançar os objetivos desejados.
É importante a regularidade da prática de atividade física mas o excesso pode transformar o que seria um hábito saudável em um grande risco para o corpo, não só para a musculatura, como também para o sistema cardiovascular. 
Portanto, faça atividade física sempre mas não exagere!!! 



Silvia P.


Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas